Quando o nosso Projeto de Vida é traçado, um dos pontos mais significativos é a escolha da área profissional. Nas experiências passadas desenvolvemos atividades, adquirimos conhecimentos que são expressos hoje pelos nossos talentos, dons, interesses específicos que devem ser observados atentamente no momento da escolha profissional. Além desses registros impressos em nossa alma, trazemos compromissos com determinadas atividades profissionais.

Na Análise Numerológica é possível detectarmos as possíveis áreas de interesse, tendo em vista talentos da alma e compromissos assumidos para a existência terrena. Geralmente são traçadas áreas de interesse, unindo os talentos, os compromissos cármicos e as necessidades de desenvolvimento do Ser.

Visando estes interesses, a Vida nos estimula, nos encaminha para algumas áreas e é importante uma observação atenta; é necessário “sentir” os talentos da alma para se fazer escolhas que sejam coerentes com o nosso Projeto para que nos façam felizes e realizados.

Cito alguns exemplos para maior compreensão:
Algumas pessoas trazem como Missão de Vida a responsabilidade em Harmonizar, pois é necessário o desenvolvimento da capacidade de cooperação, do tato, da diplomacia, da empatia e solidariedade, portanto, áreas de Harmonização são mais indicadas. Ex.: Psicologia.

Outras pessoas trazem o resgate cármico para com o chacra laríngeo por manipulação e excessos pela palavra e hoje vêm compromissados com a higienização e utilização deste chacra.
Ex.: Fonoaudiólogo. Neste exercício, além de reequilibrarem o próprio chacra, auxiliam o outro que traz as mesmas necessidades, só que na posição de paciente.

Ainda dentro de exemplos de resgates por excessos, alguns trazem compromissos com as ilusões, onde também abusaram da palavra, da criatividade, do carisma, levando inconsciência para as pessoas e hoje retornam compromissados com a ética e a integridade sendo impulsionados para áreas de comunicação, publicidade, marketing.

Outros ainda vieram compromissados em desenvolver a capacidade de estruturação prática e são estimulados pela vida a exercerem atividades que exigem realizações concretas, exercitando disciplina, organização.
Ex.: Engenheiros / Financeiros / Administradores.

Pessoas que abusaram de posições de comando, do poder, da liderança podem ocupar posições mais subalternas – ou novamente de Poder – para equilibrarem o Espiritual com o Material.

Unimos também nossas necessidades de desenvolvimento e aprimoramentos com a busca de ideais mais elevados, trazendo compromissos com a comunidade/humanidade, exercendo atividades que possibilitem a realização destes ideais, como, por exemplo, em áreas humanitaristas, espiritualistas revestindo cargos políticos e outros.

De grande importância, também, são as pessoas que trazem compromissos com a área da Saúde, onde manifestam no exercício o desenvolvimento do amor, da compaixão, da solidariedade e da humildade, na cura dos corpos: físico, mental, emocional e espiritual.

Militares que no abuso do poder e na omissão geraram desestruturas e dor, hoje vêm comprometidos com a estrutura, com a ordem e a disciplina.

Como a vida é dividida em ciclos, ora podemos estar comprometidos com áreas financeiras, empresarias, executivas e em outros ciclos com áreas humanitaristas e espirituais. Temos que perceber os sinais da nossa alma e da vida e, em os seguindo, seremos colocados na área de atuação necessária ao aprendizado daquele ciclo.

Quantas pessoas vocês conhecem que no auge de uma carreira executiva passam por uma mudança radical na vida pessoal e profissional? Elas são como que “empurradas” para os novos aprendizados e desenvolvimentos necessários ao crescimento e amadurecimento da alma.

Poderíamos citar infinitos exemplos, mas a intenção é facilitar a compreensão da importância da escolha da área profissional, pois esta deve ser coerente com nossos talentos, com nossa Missão de Vida, com nossas necessidades individuais de aprendizado e exercícios para que possamos aproveitar as oportunidades trazidas nesta existência para o nosso crescimento e para também sermos úteis à comunidade.

Somente quando estamos em sintonia com nossa alma é que conseguimos nos sentir felizes, realizados e plenos no exercício profissional!

O nosso trabalho quando em coerência e sintonia com o nosso Projeto de Vida é fonte de prazer, de alegria e de realização!

Fonte: Ingrid Dalila Engel é Numerologa, Psicóloga e Psicoterapeuta.
http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=03093